Sendo Deliciosamente Passivo

Sexta-feira passava de carro numa rua onde algumas trans ficam quando vi uma delas com uma bundinha linda e uma carinha de menina. Veja também Louco Por Pezinhos e Muito Sexo

Parei ao lado, perguntei o valor e decidi ir com ela para um hotel.

Minha intenção era comer aquela bundinha gostosa e foi o que fiz.

Ela ficou de quatro, com aquela bundinha perfeita, empinada, lisinha e rebolando no meu pau.

Estava com muito tesão e não queria gozar rápido, então tirei a camisinha e pedi para ela chupar um pouco.

Como ela chupava gostoso, engolindo meu pau e olhando para mim com um sorriso lindo, dizendo que estava morrendo de tesão e queria mais.

Colocou a camisinha no meu pau e como eu estava sentado na beira da cama, ela já sentou em cima e começou a subir e descer deliciosamente.

Me pediu para ir para a cama, sentou em cima, de frente para mim e começou a cavalgar e esta posição é uma delícia para comer e beijar e não deu outra, enquanto fodia gostoso aquela bunda maravilhosa, beijava aquela boca gostosa e ela sentava cada vez mais, gemendo, sorrindo e me beijando.

Que delícia!

Em determinado momento ela parou de cavalgar e ficou só me beijando, pediu para pararmos um pouco pois precisava ir ao banheiro tomar um banho pois estava com muito calor e me convidou para ir junto.

Em baixo do chuveiro, aquela água fria estava caindo, mas o clima estava quente demais e ela era muito gostosa, muito gata e meu pau estava muito duro querendo mais.

Voltamos para o quarto, eu estava sentado na beira da cama, conversando, ela estava se enxugando, me dizendo que estava com muito tesão, quando de repente, virou para mim e aquele pau, que até então estava o tempo todo mole, agora estava duro e quando olhei, ela já foi colocando na minha boca.

Quando dei por mim, estava com aquele pau entrando e saindo da minha boca, mas ela tirava, se abaixava, me beijava e novamente vinha com aquela rola passando nos meus lábios e dizendo que estava com vontade demais de transar novamente.

Deitei na cama e falei para ela vir novamente por cima, mas ela não quis, me puxou, levantei e começamos a nos beijar e comecei a acariciar seus seios com uma mão e com a outra acariciava aquela bunda deliciosa.

Ela estava com muito tesão, nossos corpos estavam grudados e podia sentir aquele pau bem duro encostando em mim.

Do nada, ela me colocou encostado na parede, beijando meu pescoço, me fez virar de costas e aí senti seu pau roçando minha bunda e ela gemendo, dizendo que estava morrendo de vontade e queria comer.

Nunca tinha feito isto e disse que estava gostoso apenas daquele jeito e quem sabe numa outra vez talvez rolaria, mas ela insistia, com aquela voz doce e aquele pau duro roçando em mim, não percebi que ela estava passando um lubrificante em cima do preservativo.

De repente senti seu pau forçando a entrada em mim e pedi para parar, mas a vontade dela era demais e confesso que aquela sensação estava muito gostosa, então fui deixando ela roçar.

Foi aí que ela forçou mais e com aquele lubrificante, de repente, senti aquele pau entrar em mim e a sensação foi de dor, mas ao mesmo tempo não conseguia sair daquela situação.

Ela ficou parada, pedindo para eu deixar, que a dor passaria e iria me acostumar.

Fui deixando e quando dei por mim, ela já estava me comendo, naquele vai e vem, bem devagar, acariciando meu pau com uma das mãos e num movimento de vai e vem incessante.

A dor foi passando realmente e quando percebi, ela estava beijando meu pescoço, segurando com as 2 mãos nos meus ombros e me comendo, mas o que eu não tinha percebido, é que eu estava forçando meu corpo contra o dela, fazendo aquele vai e vem e querendo aquela rola me fodendo.

Ela estava adorando e pediu para irmos para a cama.

Ela se deitou e me disse que eu tinha gostado muito quando ela cavalgou em cima de mim e que ela tinha adorado também, mas queria me ver fazendo o mesmo.

Eu estava me sentindo muito estranho, nunca havia feito aquilo, ou seja, sido passivo, mas já estava acontecendo e ela disse para aproveitarmos e me rendi aos seus apelos.

Sentei por cima dela e ela foi encaixando aquele pau em mim, me pediu para levantar um pouco e depois descer.

Quando desci, pude sentir aquele pau inteiro entrando e me assustei.

Ela deu um sorriso e disse que agora eu ia dar tão gostoso que ia ter vontade de dar sempre para ela.

Ela segurou na minha cintura e começou a bombar devagar, mas num ritmo constante e a essa altura, meu pau estava explodindo de tão duro, como nunca tinha visto antes.

Com as mãos na minha cintura, ela começou a me fazer subir e descer e quando percebi, já estava fazendo o movimento sozinho, subindo e descendo naquela rola.

Meu tesão era tão grande, que inclinei o corpo para beijar aquela boca linda e aí ela começou a bombar mais rápido e mais forte.

De repente ela deu uma parada nos movimentos, afinal estava muito calor, mas não tirou aquele pau de dentro e naquele momento, me vi feito uma puta, eu mesmo fazendo os movimentos, cavalgando bem lentamente.

Eu mesmo não acreditava no que estava acontecendo, pois naquele momento, não estava apenas transando com uma travesti linda, mas estava sendo passivo e para meu espanto, estava gostando e gostando muito do que estava acontecendo.

Foi então que ela me pediu para ficar de quatro e colocou aquele pau extremamente duro, com aquela cabeça rosada, lisinho, novamente dentro de mim, só que desta vez, pedi para ela não bombar pois eu queria tentar fazer isto. E fiz. Comecei a ir para a frente e para trás num movimento como sempre fiz as mulheres fazerem comigo e quando dei por mim, estava bombando seu pau com minha bunda, num vai e vem delicioso.

Ela pediu para eu parar, mas não parei, continuei pois via pelo espelho do quarto que ela estava gostando e me vi dando, como se já estivesse acostumado, com vontade e com um tesão inacreditável.

Ela disse que queria gozar mas comigo entrando nela.

Deitei na cama, pedi para que ela sentasse novamente e começasse a cavalgar.

Começamos a nos beijar e eu estava com muito tesão, com meu pau estourando de tão duro e sentindo o pau dela em minha barriga, quando ela pediu para que eu não parasse pois iria gozar.

Quando ela me disse aquilo, comecei a bombar mais rápido e mais forte, abracei mais forte e começamos a nos beijar e ela disse que iria gozar e não aguentei, gozei também.

Ficamos ali parados, como namorados, com meu pau ainda duro dentro dela e sentindo seu pau sobre minha barriga.

Ficamos ainda ali nos beijando por um tempo e quando percebemos, já haviam passado quase 2 horas.

Tomamos um banho, nos vestimos, descemos para o estacionamento do hotel, nos beijamos mais um pouco no carro e disse a ela que voltaria.

Ela disse que não costuma ir sempre para aquele lugar, mas que daria um jeito de aparecer na semana seguinte.

Sinceramente, nunca tinha passado por uma experiência deste tipo e na verdade até agora tem momentos que fico pensando como tive coragem, mas a realidade, é que depois de sexta-feira, sei que nada mais será como antes, pois não consigo tirar ela da cabeça e não acredito no que vou dizer agora, mas estou com vontade de fazer tudo de novo…

Sendo Deliciosamente Passivo1

Gostou do nosso conto erótico, veja mais em nosso blog +18 temos contos eróticos de Coroas, Gays e Contos eróticos em vídeo, tem  dicas de sexo para o seu dia a dia, e não esquece de ver nossa categoria de BDSM você vai conhecer muito mais sobre esse assunto!

Club do Desejo

Club do Desejo

Fundado em 2021, o Club do Desejo é um site +18 de anúncios exclusivo para acompanhantes mulheres, trans e homens e também de conteúdo adulto como packs de imagens e vídeos. Decidimos criar uma plataforma pensando no usuário, uma plataforma de fácil uso e otimizada para celulares.

Veja Também